Cinza, nem preto nem branco

Arte ComTexto. Esta nova categoria em parceria com meu pai vai trazer sempre um texto com uma ilustração, pintura ou qualquer outra arte que represente o tema escolhido.

Desenho Texto (2)

“Antagônico ou complementar? Yin ou Yang? Dia ou noite? Adulto ou criança? Porque a vida é feita de dualidades. Sempre, tudo tem seu par, ou seu ímpar. Ah! Vou procurar coisas que não se enquadram nisso… Ok! Procure e vai achar, com certeza, mas sabe aquela agonia que bate de vez em quando, na hora da escolha: é isso ou é aquilo? Hã?!

Viver a aborrecência pode ser chato, doído, horrível mesmo. Viver a adolescência pode ser alegre, divertido, feliz mesmo. Cabe escolher. Ah! Mas quantas mudanças em tão pouco tempo, saco… Agora não dá pra fazer as coisas de adulto porque não pode e as de crianças, ficou louco?! Já não sou mais criança!! Pois é. Hormônios. Aos milhões. Explodindo em espinhas, pelos, roupas que não servem, sutiãs que apertam, olhares sensualizados…

Complicado, né? É, mas passa. Agora que pai e mãe, ou pais, ou mães, enfim, quem dava ordens, passa a encontrar mais resistência em nossa obediência, chegou a vez de encarar as tais responsabilidades da vida adulta. Ué, mas ainda não sou adulto?! Não é, mas vai ser! E pode escolher entre ser ou ser feito pelos outros… Como assim? Assim. Assumindo mais o próprio caminho. Aprendendo com os outros e com a própria experiência. Prestando atenção ao mundo que te rodeia, e como pode deixa-lo melhor, não só pra você, afinal, você não é dono ou dona do mundo, ou é? Percebeu? Tem mais gente à sua volta. Que acorda horrível igual à você, com aquela vontade gigantesca de continuar na cama. Mas que, logo depois, já exibe um lindo sorriso metálico, ops!, ou não, mas sempre um lindo sorriso.

É isso. Levantar todos os dias e aceitar as mudanças da natureza, que não dá saltos, mas que também não para pra descansar, não. Encarar as mudanças no seu corpo como naturais, porque são naturais. Encarar os desafios como desafios: experiências que vão enriquecer seus conhecimentos, sua conta no banco, sua lista de conquistas, seja o que for. Não se esqueça que muitas vezes vai dar errado. Ih! Ferrou. É assim mesmo. Viva. Aproveite essa fase inesquecível e curta, curta bastante. Ela não dura muito.”

Ricardo Corrêa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s